Saúde Masculina

13 Janeiro 2012 às 14:49


Meios para a potência antes e depois

Meios para a potência antes e depois

Ao enfrentar problemas da potência, muitos dos homens se fazem uma questão: se eu tomar uma única pastilha para a potência e se tomá-la uma única vez, poderei não usa-la mais no futuro? 

Teoricamente, se Você não tem contraindicações referentes à toma de uma determinada pastilha para a potência e sofrendo problemas temporários da ereção, Você poderá tomá-la sem correr o risco de tornar-se impotente no futuro. Os comprimidos principais contra a disfunção eréctil, tais como Viagra, Cialis, Levitra são relacionados a inibidores FDE-5 que reforçam o fluxo do sangue ao pênis, assegurando desta forma a sua ereção. Estes preparados têm a ação única e agem apenas quando existe a excitação sexual. A toma destes preparados nunca criará fatores fisiológicos da impotência. 

De um lado, se, tendo enfrentado a falha da ereção, da próxima vez o homem tomar a Viagra, isto poderá exercer uma certa influência psicológica positiva, pois que o medo de cair novamente numa situação desagradável será capaz de deixá-lo constrangido e aumentará o risco de mais uma falha. Neste caso, a pastilha para a potência tornar-lhe-á mais seguro em si e ele não vai se concentrar na falha que sofreu da vez passada. Assim, o homem poderá evitar o círculo vicioso que é a síndroma da espera da falha. 

Mas de outro lado, existe o ponto de vista contrário confirmado pelos resultados das investigações realizadas pelo científico Christopher Hurt, que demostram que a toma dos meios para a potência diminui a confiança do homem nas suas forças sexuais. No entanto, a investigação realizada dizia respeito apenas a homens que tomavam pastilhas tipo Viagra com o fim de reforçar as suas possibilidades sexuais e não para resolver o problema da disfunção eréctil. 

Por isso, com certeza pode ser dita apenas uma coisa: as pastilhas para a potência podem ser tomadas, desde que Você o realmente necessite. Falhas raras de plano sexual são de fato próprias para quase todos os homens e, como regra, nestes casos nunca se trata da disfunção eréctil. Mas se Você estiver mesmo preocupado com isto, tente contatar o sexologista ou tome uma pastilha para a potência (após a consulta prévia do médico). Só que não esqueça o mais importante: nunca se concentre numa única falha!

 

Você sabia que...

De acordo com a comunicação da Auburn University Viagra pode defender pacientes com esclerose múltipla das complicações desta doença. Acontece que Viagra pode ajudar pacientes com esclerose múltipla.

Gostou? Diz sobre isso!

Fabio Peixoto

Siga-nos